Acreditamos na transformação digital para todos, de forma personalizada e autônoma, respeitando o ritmo de aprendizagem e as características pessoais de cada indivíduo. O nosso desafio é transformar escolas e suas comunidades através da educação tecnológica formando uma cultura de aprendizagem ativa, crítica, global e colaborativa. Para que isso seja potencializado nos baseamos nos seguintes pilares:
Subjetividade Individual /<br />
Habilidades Emocionais

Subjetividade Individual /
Habilidades Emocionais

Para nós, o fator humano está no centro desse novo contexto social e exponencial que a tecnologia nos traz. Entendemos que esse fator é subjetivo e embora tenhamos muitos frameworks para trabalhar as questões emocionais do indivíduo, cada ser tem a sua particularidade. Mesmo que existam ferramentas para incrementar o processo de autoconhecimento e autodesenvolvimento, não acreditamos na padronização. Visamos o desenvolvimento das competências emocionais de forma personalizada.


Foco das habilidades: autoconhecimento, clareza-consciência, autocontrole, perspectiva positiva
Comportamento<br />
em Rede

Comportamento
em Rede

A rede amplifica o comportamento humano e em alguns casos, até o modifica. Nossa metodologia visa incluir a formação ética do uso da tecnologia sem impor limites mas educando e informando através do conceito de Humanidades Digitais. Nessa etapa, discutimos habilidades sociais necessárias no novo contexto de relacionamento e trabalhamos o intraempreendedorismo e a colaboração como o ponto central para as redes sociais do futuro, sejam online ou offline, especialmente no contexto de trabalho e produção de conhecimento.

Foco das habilidades: colaboração, empatia, comunicação, empreendedorismo, trabalho em equipe

Experimentação/<br />
Desenvolvimento

Experimentação/
Desenvolvimento

Acreditamos que todas as áreas de conhecimento se integram e convergem e portanto, a linguagem de programação não deve existir sozinha mas apoiada nos demais saberes. Para isso, os professores também devem aprender e utilizar diferentes tecnologias e metodologias experimentando novas abordagens e ferramentas que podem ser usadas para o desenvolvimento da aprendizagem.

Foco das habilidades: pensamento crítico, capacidade de reaprender, abertura ao novo, adaptabilidade

Empoderamento/Autonomia

Empoderamento/Autonomia

Nosso objetivo é habilitar o professor a criar de forma livre e segura sua presença na rede através de uma produção ativa de conteúdo e curadoria para seus alunos de modo a gerar um portfólio pessoal e também um canal de engajamento com os alunos.

Foco das habilidades: colaboração, empatia, comunicação, empreendedorismo, trabalho em equipe